quinta-feira, 13 de maio de 2021

Missa de Paulo Gustavo teve comunhão de seu companheiro e ataque à ‘homofobia’

 
Thales Bretas recebe a comunhão na Missa de sétimo dia de Paulo Gustavo

A missa de sétimo dia do ator e humorista Paulo Gustavo foi celebrada na terça-feira dia 11 de maio ao pé do Cristo Redentor no Rio de Janeiro (RJ) com transmissão ao vivo pela TV. Paulo Gustavo, abertamente homossexual que vivia com o médico Thales Bretas com quem criava dois meninos, morreu no dia 4 de maio, aos 42 anos, de Covid-19. Ele estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro.

Bretas, apresentado frequentemente pela mídia como “marido” do ator, discursou durante a missa. “O amor é transformador, e o nosso não só me evoluiu para sempre como alcançou milhares de famílias com o exemplo de tolerância, respeito e união”, disse. “Que sorte a minha viver um amor tão lindo, verdadeiro e correspondido, mesmo que por pouco tempo. Tínhamos tantos planos para tantos anos, acho que é para além dessa nossa encarnação”, referindo-se aparentemente à crença na reencarnação das almas que não é aceita pelo catolicismo.

Registro de casos de eutanásia na Holanda: 6.938 mortes em 2020


 

O último relatório do governo holandês é preocupante: 88 morreram de depressão, 235 de velhice, 4 de Covid, 168 de demência e 2 sem solicitação explícita. Uma criança também está entre as vítimas de eutanásia.

Em 2020, 6.938 pessoas morreram por eutanásia na Holanda, o maior número da história. Isso representa um aumento de 382% nos casos ante 1.815 em 2003 e de 9% ante 6.361 em 2019. Atualmente, um em cada 25 óbitos se deve à eutanásia, o que corresponde a 4,12% do total. O número aumentaria para 4,52% se as 15.000 mortes devido à Covid-19 não fossem levadas em consideração. Se considerarmos também apenas a faixa etária entre 60 e 80 anos, o valor sobe para 6,2%. Como todos os anos, o relatório anual publicado pelo governo holandês está repleto de dados preocupantes.

Padres alemães desafiam Santa Sé e abençoam uniões homossexuais

Um serviço de bênção para homossexuais na Igreja da Juventude em Würzburg, Alemanha, 10 de maio. Foto: Gehrig / CNA Deutsch

 

Desafiando o "não" do Vaticano às bênçãos das uniões homossexuais na Igreja Católica, padres e agentes pastorais de toda a Alemanha conduziram cerimônias de bênção para casais do mesmo sexo neste 10 de maio.

Os organizadores da bênção, realizada em protesto contra um documento do Vaticano publicado no dia 15 de março que indica que a Igreja não tem poder de abençoar estas uniões, utilizaram a hashtag "#liebegewinnt" ("o amor vence") e chamaram o evento "Segnungsgottesdiensten für Liebende", ou "serviços de bênção para aqueles que se amam".

O evento teve basicamente conotação política. CNA Deutsch, agência em alemão do grupo ACI, relatou que algumas bênçãosforam feitas longe do  público. Em Würzburg, Aachen, Berlim, Frankfurt, Mainz e Colônia, vários serviços foram realizados ao mesmo tempo. Quase 130 participantes se reuniram na igreja de Santo Agostinho não muito longe da catedral de Würzburg, ao mesmo tempo em que cerca de 40 pessoas assistiam à missa. 

CRISMA: Sacramento obsoleto?

 


Por Plinio Maria Solimeo

 

A partir do controvertido Concílio Vaticano II, a noção da necessidade dos Sacramentos foi infelizmente perdendo força na Igreja Católica. Basta falar do matrimônio religioso, hoje tão raro. Ou ainda da Unção dos Enfermos, ou Extrema Unção. Poucas famílias católicas têm a preocupação de providenciar esse indispensável Sacramento para seus parentes em grave risco de vida, comprometendo a sua eterna salvação.

Outro Sacramento do qual hoje pouco se fala é o da Crisma ou Confirmação, caído em profundo olvido pela ignorância de seu valor e das vantagens espirituais que ele traz consigo, e também pela descristianização geral.

Visando preencher de certo modo essa lacuna, damos aqui alguns subsídios para saná-la, baseando-nos em fontes fidedignas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...